Estudante de Educação Física realiza pesquisa com pacientes do programa Diabetes no Controle

DSC_0101Atividade faz parte do Programa de Iniciação Científica que dá oportuniza a expansão do conhecimento

Por ser um tradicional projeto social da MAX, o acompanhamento dos pacientes do grupo Diabetes no Controle já faz parte da rotina prática da aluna Cristiana Morais, do 4º semestre de Educação Física. A atividade inspirou a aluna, que agora participa do Programa de Iniciação Científica (PIC) com o projeto “Treinamento Funcional de Baixo Custo como Intervenção em Programa de Idosos com Diabetes”.

“Estar em contato direto com os participantes do projeto Diabetes no Controle foi de extrema importância, pois percebi que é um público com o qual posso trabalhar futuramente. Além disso, parecia impossível produzir um artigo científico baseado em algo que futuramente possa ser meu trabalho, mas com o auxílio do meu orientador e da instituição percebi que sou capaz sim, de ter um estudo aprofundado e diferenciado para minha carreira”, comenta a aluna.

DSC_0193O PIC consiste em uma pesquisa que visa despertar a vocação científica e oportunizar a expansão de conhecimento de potenciais estudantes de graduação sob a orientação de docentes qualificados, adquirindo assim aprendizagem de técnicas, métodos e desenvolvimento de pesquisa. O projeto, que tem a participação dos pacientes do Programa Diabetes no Controle, é uma oportunidade de promover ação social em benefício da melhoria da qualidade de vida da comunidade, além de exercer atividades relacionadas à pesquisa de campo e acadêmica.

O projeto demonstra a importância das atividades práticas na formação dos profissionais, um dos pilares da Faculdade Max Planck. Além disso, identifica talentos e estimula a produção de conteúdo científico, apoiando o desenvolvimento intelectual contínuo dos alunos. “O PIC estimula o aluno no aperfeiçoamento dos estudos, além de aprofundá-lo em temas específicos dentro da magnitude do curso da Educação Física. Dessa forma, o estudante começa a compreender aspectos específicos da profissão”, afirma o coordenador do curso, professor Pedro Luiz Bulgarelli.

O trabalho de pesquisa, que conta com diferentes colaboradores, tem poder transformador na vida dos pacientes, fisicamente e socialmente. “Eu já estou trabalhando com o grupo Diabetes no Controle faz um tempo. Os participantes são pessoas maravilhosas que nos transmitem muito carinho. Alguns até se emocionaram no dia da nossa reunião explicativa, pois ficaram encantados em saber que pessoas jovens estão procurando melhorias para a saúde deles. Deixou de ser um simples projeto, pois se sentiram acolhidos”, relata Cristiana.

Vale ressaltar que o processo de inscrição e seleção para a bolsa por Pesquisa e Iniciação Científica (PIC) ocorre até duas vezes por ano e conta com mais de quarenta vagas com bolsas ou voluntárias. A divulgação é feita por meio de editais disponibilizados no site da Instituição, nos murais, e-mail marketing e pelos coordenadores. Os interessados em participar devem realizar inscrições pelo link: http://www.faculdademax.edu.br/pic-programa-de-iniciacao-cientifica

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s