Visita técnica de Nutrição une experiência prática e ação social

Nutri - Visita Cecal - CAPAIniciativa reuniu alunos do 5º semestre em café da manhã com idosos

Os idosos atendidos pelo CECAL – Centro de Convivência Amor sem Limites, relevante instituição social de Indaiatuba, tiveram um café da manhã diferenciado graças a uma ação social de Nutrição. A visita técnica, realizada em 03/06, envolveu alunos do 5º semestre e demonstra o compromisso do curso em aproximar o futuro profissional das oportunidades profissionais. “A terceira idade forma um público muito interessante para o trabalho do nutricionista. E com a expectativa de vida aumentando no Brasil, é uma área que vale o investimento do profissional de Nutrição”, conta a coordenadora do curso, professora Bianca Sant ’Anna Pires Luiz.

A atividade esteve relacionada à disciplina Nutrição do Idoso. “O objetivo foi conhecer a rotina diária, alimentação, as condições de saúde e patologias acometidas em idosos residentes em instituição de longa permanência e a importância do profissional nutricionista para a promoção, recuperação da saúde e da qualidade de vida”, explicou a professora Silvana Martelo, responsável pela iniciativa.

Para o evento, os alunos levaram sucos, bolos simples e salgados e participaram do café da manhã junto com os idosos. Nesse momento, conheceram um pouco da história de vida de cada atendido, suas doenças, necessidades, realizando ainda a prática da escuta humanizada.

“Os alunos desenvolveram um questionário em grupo com o foco nas informações relevantes para o acompanhamento nutricional do idoso no dia da visita, sendo número de idosos atendidos, faixa etárias, patologias, condições de saúde e cuidado, infraestrutura do local, dietas, suplementos, rotina do idoso, atividade física, visitas dos familiares, necessidades do local, tudo isso perguntado para a responsável do local e visualizado na visita”, contou a docente.

Com o envelhecimento, segundo a professora, aumenta a necessidade de acompanhar a alimentação, pois ocorrem alterações fisiológicas, corporais e até cognitivas que podem afetar o estado nutricional do idoso. “Sendo assim é necessário adequar a dieta as condições de saúde/doença como as patologias presentes como diabetes, hipertensão, mal de Alzheimer, desnutrição, obesidade, doenças crônicas não transmissíveis que acometem os idosos”, disse.

A professora reforçou que o nutricionista tem um papel importante nessa área, ao sugerir cardápios nutritivos com textura adequada para facilitar o consumo e absorção dos nutrientes. E com a visita, os alunos vivenciaram teorias aprendidas em sala de aula. “Eles conheceram na prática como funciona o processo de alimentação em instituição e as necessidades do público geral como também verificaram a importância de individualizar a atenção no serviço de alimentação de acordo com a necessidade de cada idoso. Além disso, durante o curso de Nutrição existem outras disciplinas como Legislação e Higiene, onde verificam a estrutura da cozinha (UAN) comparando com as normas da Vigilância Sanitária estabelecidas para esse tipo de serviço”, comentou.

De acordo com a aluna Natali Monique Brandollini, a atividade foi de extrema importância de forma pessoal e também como futuros profissionais nutricionistas. “É bem delicado lidar com idosos, já que a maioria apresenta Alzheimer e outras doenças. É preciso ter paciência, dar muita atenção, pois eles são muito carentes e amam quando alguém de fora vai visita-los. Eles se sentem amados, e nós saímos de lá muito felizes e satisfeitos por termos ajudado de alguma forma, além de contribuímos para a felicidade deles, tomamos café da manhã juntos e foi muito gratificante”, afirmou.

A estudante contou, ainda, que a experiência foi inspiradora e quer continuar contribuindo com outras ações sociais. “Para minha formação vai ser algo que levarei para o resto da minha vida e serviu também para aprendermos a valorizar mais o próximo, principalmente os idosos. Muitas vezes temos os nossos avós e não valorizamos quando estão por perto. E depois dessa visita mudou completamente meu pensamento, quero estar presente e tentar ajudar o máximo”, garantiu.

De acordo com a aluna Andressa de Almeida Pires, foi uma vivência muito significativa. “Foi muito legal vivenciar o que aprendemos neste semestre com a professora Silvana na disciplina Nutrição do idoso. No início, durante a abordagem, foi um pouco desconfortável, pois não sabíamos ao certo sobre que assunto falar e como falar. Percebi que eles também estavam um tanto receosos com a visita. Mas durante as conversas no café da manhã conseguimos conquistar a confiança e interesse deles. Eles queriam descobrir coisas, faziam muitas perguntas, falavam sobre suas vidas, demonstraram muita carência, pois muitos são esquecidos lá por seus familiares”, falou.

Segundo a estudante, foi uma prática extremamente emocional e inovadora. “Em vários momentos fiquei muito emocionada em ver todos aqueles sorrisos, a alegria era muito grande com a nossa visita, sentir o bem que estávamos proporcionando a eles com um pequeno ato, dedicando apenas algumas horas do nosso tempo. A atividade foi e será muito positiva na formação do meu caráter profissional, vivenciar estes momentos de perto me fez refletir de como é importante a atenção para a saúde dos idosos”, declarou.

Andressa também fez questão de relatar seu papel social como profissional de Saúde, valorizando a iniciativa. “A Nutrição não é somente estabelecer planos alimentares, montar cardápios ou definir dietas. É necessário pensar no paciente como um todo, antes de tudo conhecê-lo e se interessar por sua vida. Temos um grande desafio quando nos referimos à qualidade de vida dos idosos, precisamos nos preocupar com os detalhes, criarmos estratégias, meios para que eles continuem ativos, felizes e dispostos, a atenção precisa ser redobrada. Tudo isso eu consegui perceber relacionando a teoria com um pouco da prática vivenciada no Cecal. Jamais esquecerei esta visita e sei que contribuirá muito com a minha formação, desenvolvimento pessoal e profissional, pretendo voltar lá mais vezes e quem sabe após formada poder ajudá-los de alguma maneira, até mesmo fazendo alguns atendimentos voluntário”, concluiu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s